Johnson & Johnson pausa testes de vacina contra coronavírus após doença de participante

Os testes, que estão na 3ª e última fase antes da distribuição desde o dia 23 de setembro, também acontecerão no Brasi

Foto: Divulgação

A empresa Johnson & Johnson anunciou neste segunda-feira, 12, que pausou os testes da sua vacina do novo coronavírus, a Ad26.COV2.S, devido a uma doença inexplicável em um participante. 

Em comunicado oficial enviado para a imprensa, a empresa ressalta que a enfermidade será “analisada e avaliada pelo Conselho de Monitoramento de Segurança de Dados independente ENSEMBLE (DSMB), bem como por nossos médicos clínicos e de segurança internos”. Ainda, a Johnson & Johnson destacou que “eventos adversos” são esperados em testes clínicos e em “grandes estudos”.

Os testes, que estão na 3ª e última fase antes da distribuição desde o dia 23 de setembro, também acontecerão no Brasil e, segundo a Anvisa, terão cerca de 7 mil participantes. No total, são cerca de 60 mil pessoas participando do ensaio clínico. 

Não é a primeira vez que os testes de uma vacina são pausados devido a uma reação inesperada. No dia 9 de setembro, a vacina do laboratório AstraZeneca, em parceria com a Oxford, teve de suspender os procedimentos devido a uma “reação adversa”. Os testes retornaram cinco dias após a suspensão, no dia 14 de setembro. 

No dia 25 de setembro, o repositório on-line MedRxiv publicou os resultados preliminares e parciais das fases 1 e 2 da Ad26.COV2.S. Segundo relatório, a vacina produzida pela empresa Johnson & Johnson é segura e deve estimular resposta em relação à imunidade. 

A Fase 3

A terceira fase do teste de uma vacina é quando é testada, de fato, sua eficácia e segurança em seres humanos, sendo a última antes da produção em larga escala e da distribuição. Ao contrário da primeira e segunda fases, em que a vacina é testada em grupos menores, são necessários milhares de voluntários para garantir o sucesso da etapa. 

Também é a última fase antes da obtenção do registro sanitário que, no Brasil, é disponibilizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que possa, de fato, ser disponibilizada para a população. 

Na terceira fase da vacina da empresa Johnson & Johnson, participantes de forma aleatória irão receber a vacina, enquanto outros receberão o placebo - sem a fórmula da imunização -, de forma a garantir a eficácia completa. 

 

COMENTÁRIOS