Grupo Cidade
Óbitos aumentam em todas regiões de saúde do Ceará e Estado chega a 412 mil casos de Covid-19

As informações são do boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde (Sesa), lançado na tarde desta sexta-feira, 26

Foto: Divulgação

As mortes causadas pelo novo coronavírus tiveram um aumento de 67,1% no Ceará entre a semana epidemiológica 7 (entre 14 e 20 de fevereiro) e a semana 6 (entre 7 e 13 de fevereiro). Foram 122 óbitos registrados, ao passo que na semana anterior, haviam sido registradas 73 mortes. As informações são do boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde (Sesa), lançado na tarde desta sexta-feira, 26. 

O aumento do número de óbitos é visto em todas as cinco regiões de saúde do Ceará. Na Região de Fortaleza, que equivale à Capital e outros 42 municípios, entre Aquiraz, Beberibe, Cascavel, Caucaia e Eusébio, o aumento do número de mortes foi de 86,3%, com 95 óbitos, o maior número em todas as regiões. Já em relação aos casos, foram 4.112 novas confirmações da doença, o que equivale a 19,6% a mais que na semana anterior. 

Em relação ao número de casos, o Estado teve um aumento de 16,1%, com 4.497 casos registrados. Até o momento, o Ceará acumula 412.971 casos de coronavírus e mais de 11 mil óbitos. 

Municípios em risco 

Por meio de um ofício, emitido nesta quinta-feira, 25, a Secretaria de Saúde (Sesa) recomenda que 170 dos 184 municípios, todos considerados com risco “alto” e “altíssimo” em relação ao novo coronavírus, sigam uma série de recomendações especiais e restrições. 

Os únicos municípios que não entregam a lista são Antonina do Norte, Aurora, Assaré, Caririaçu, Farias Brito, Icó, Jucás, Lavras da Mangabeira, Mauriti, Quixelô, Saboeiro, Santana do Cariri, Tarrafas e Umari.

Entre as medidas, estão o fechamento de espaços públicos, o cancelamento de eventos sociais e a fiscalização para o cumprimento dos decretos estadual e municipal.

 

COMENTÁRIOS