Grupo Cidade
Prefeitura de Canindé proíbe atividades religiosas aos finais de semana

Embora Igrejas tenham sido reconhecidas como essenciais pela própria prefeitura, não entraram na lista do novo decreto.

Canindé possui o segundo maior Santuário do mundo dedicado a São Francisco. 

A Prefeitura de Canindé publica decreto de lockdown parcial nesta quarta-feira, dia 12. A cidade localizada no sertão cearense está com mais de quatro mil casos de pessoas infectadas pela Covid-19 e 118 pacientes  em investigação, segundo o boletim epidemiológico do município. 

Nas proibições do decreto, assinado pela Prefeita Rozário Ximenes, e que valerá de 12 a 16 de maio,  está a realização de atividades religiosas aos finais de semana. De segunda a sexta-feira, elas podem acontecer somente até às 17h, com 25% da capacidade do público. Nestes dias, setores como a indústria poderão funcionar até às 20h. 

A decisão tomou os fiéis de surpresa, pois no dia 23 de abril a mesma Prefeitura declarou  Igrejas como atividades essenciais. "A Lei 2.501/2021 estabelece as igrejas e templos de qualquer culto como atividade essencial em âmbito municipal, sendo vedada qualquer determinação de fechamento total ou parcial, conforme art. 20, IV, e art. 28, XII e + 1º, todos da Constituição0 do Estad do Ceará", lê-se no no Facebook da Prefeitura de Canindé

Afinal, em Canindé, atividades religiosas são essenciais ou não? 

A  lista de serviços  essenciais do Decreto recente inclui farmácias, supermercados, padarias, indústria, oficinas, imprensa, entre outras atividades, e exclui as igrejas e templos. 

COMENTÁRIOS