Grupo Cidade
Camilo diz que não irá encontrar Bolsonaro em visita ao Ceará

O presidente chega ao Estado em um momento em que o Ceará tomou medidas ainda mais rígidas sobre o coronavírus, com toque de recolher entre 22h e 5 horas

Foto: Divulgação

Sobre a vinda do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao Ceará para visitar a duplicação da BR-222 e ao Anel Viário de Fortaleza, em Caucaia, na Região Metropolitana, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), chamou o evento de um “grande equívoco” e disse que não irá se encontrar com o presidente.

“Sobre a vinda do Presidente da República ao Ceará, amanhã, para a assinatura de ordens de serviço e visitas a obras, conforme a imprensa tem noticiado, não estarei presente a qualquer desses eventos, diante da real possibilidade de muitas aglomerações, algo frontalmente contrário à gravíssima crise sanitária que vivemos neste momento, com o aumento preocupante de casos e óbitos. Tenho todo respeito à autoridade, mas não posso compactuar com aquilo que considero um grave equívoco”, escreveu Camilo em suas redes socias.

O presidente chega ao Estado em um momento em que o Ceará tomou medidas ainda mais rígidas sobre o coronavírus, com toque de recolher entre 22h e 5 horas e restrição de horário de serviços não essenciais. Com aumento no número de casos e na taxa da ocupação de UTIs, o Ceará tem 170 dos 184 municípios com risco alto ou altíssimo da Covid-19, segundo o IntegraSUS. 

Bolsonaro deve passar por Tianguá, Caucaia e Fortaleza. O roteiro começa nesta sexta-feira, 26, às 10h45min. 

 

COMENTÁRIOS