Unimed Fortaleza cancela novas cirurgias eletivas até domingo, mas diretor descarta segunda onda

Segundo o presidente da Unimed Fortaleza, Dr. Elias Leite, em vídeo enviado para a imprensa, o cancelamento das cirurgias foi uma ação preventiva

Foto: Divulgação

O Hospital da Unimed Fortaleza anunciou o cancelamento de novos agendamentos de cirurgias eletivas não essenciais - que podem ser postergadas e não têm caráter de emergência - até o próximo domingo, 25. O anúncio não inclui os procedimentos que já estavam agendados. 

Segundo o presidente da Unimed Fortaleza, Dr. Elias Leite, em vídeo enviado para a imprensa, o cancelamento das cirurgias foi uma ação preventiva devido ao aumento de pacientes com suspeita da doença. “Para que caso os números venham a subir, nós tenhamos uma certa folga na nossa estrutura para melhor atender os nossos clientes”. O diretor descarta que esteja acontecendo uma segunda onda do vírus, apesar do aumento registrado de casos em Fortaleza entre os dias 10 e 17 de outubro - que incluem o feriado do dia 12 de outubro.

De acordo com dados da Unimed, desta quarta-feira, 21, a esta quinta-feira, 22, houve um aumento de três internações da Covid-19, de 56 para 59 pacientes. “Mas isso não foi um aumento expressivo ou preocupante”, tranquiliza ainda o diretor. “Em UTI, ontem tínhamos 23 e hoje continuamos em 23. Pacientes em uso de respiradores, ontem eram 11 e hoje são nove. Até meia noite de ontem, nós atendemos no nosso hospital 141 pacientes com suspeita de Covid. Esse número segunda-feira foi de 162, e terça foi 152”.

O diretor também destacou o número de altas desde o começo da pandemia. O Hospital da Unimed Fortaleza registrou 1.295 altas. Se entrar m conta todos os hospitais da rede, o número sobe para 2.056.

Segundo dados do IntegraSUS, da Secretaria de Saúde do Estado, o Ceará já tinha 268.274 casos confirmados da Covid-19 desde o começo da pandemia. Os dados foram atualizados nesta quinta-feira, 22.

 

COMENTÁRIOS