Com 30 anos de história no piano, Paulo Rodrigo se apresenta no Marina Al Mare

Acompanhado do sanfoneiro Nonato Lima, o pianista sobe ao palco flutuante do Marina Park com 30 anos de história no piano para apresentar o show “Do Rio Para o Mar”.

Foto: Divulgação

Na próxima sexta-feira e sábado, 25 e 26, o Marina Park segue com sua programação musical no Marina Al Mare. Nesta edição, e nas próximas do mês de outubro, o pianista Paulo Rodrigo é presença confirmada. Atração do show de abertura, o músico promete um show de surpresas e quebra de padrões, além de já antecipar uma participação especial na performance de Solange Almeida. 

Leia também | Solange Almeida e Eric Land são as atrações da 2ª edição do Marina Al Mare

Acompanhado do sanfoneiro Nonato Lima, o pianista sobe ao palco flutuante do Marina Park com 30 anos de história no piano para apresentar o show “Do Rio Para o Mar”. O nome faz referência ao clipe gravado pelo artista no rio Pacoti, em que reinterpretou a canção “Fix You”, da banda Coldplay, escolhida principalmente por seu significado. 

“A música fala de consertar vidas, o sentimento que queria transmitir nesse clipe. Queria estimular as pessoas a superar seus obstáculos nesse momento tão desafiador”, explica. Lançado em 2020, o clipe teve repercussão nacional e está disponível no Youtube. 

 

Paulo já antecipa que um objetivo é demonstrar que não só o piano pode ser o instrumento perfeito para canções além das clássicas, como a sanfona não necessariamente é exclusiva do baião e do forró. 

30 anos de história

Cearense natural de Baturité e amante do instrumento desde os seis anos, Paulo ressalta que sua trajetória profissional começou ainda com 14 anos. “Sempre gostei de instrumentos e sempre pedi para meus pais. Tive outros, mas o que me chamou mais atenção foram os de tecla, como piano, teclado. As teclas brancas com o preto, o som ao tocar…”.

No palco, de olho nas teclas e ao som de sua própria música, é evidente a satisfação de Paulo Rodrigo. “Quando estou no palco tocando, consigo me sintonizar e comunicar com o público através de cada nota, transmitindo todo sentimento que a música oferece. Me sinto muito feliz”, garante o pianista, que também ressalta seu desejo de simbolizar mais do que uma abertura de um show, mas um reinício. 

“Vou estar abrindo essa segunda edição e quero passar muita positividade para as pessoas, que elas já possam entrar no clima de festa, no show que eu quero fazer é um show abertura para os eventos também. Quero simbolizar o recomeço de uma nova vida”.

 

COMENTÁRIOS